22 de ago de 2013

Pré-projetos 2/2013 (para seminários e/ou blogs)

Olá, calouros de Biobio! Como foi a primeira semana de aulas? Animados? Na terça-feira o professor MHL foi conversar com vocês, falar um pouco sobre a disciplina e sobre os projetos que vocês terão que fazer. Hoje eu vou explicar melhor para vocês caso alguém ainda tenha alguma duvida. O projeto de blogs é muito legal e no final do semestre acaba sendo bastante proveitoso e muito enriquecidor, então vamos lá:

Os trabalhos que vocês realizarão compõe a nota do 4º módulo da matéria, juntamente com a prova de V ou F.

Vocês poderão optar entre fazer:
* Blog ou Vídeoblog + seminário
ou
* Apenas Blog ou Vídeoblog
ou
* Não fazer nenhuma das opções acima
Primeiramente vocês precisam montar grupos de 4-5 integrantes e decidir um tema. As opções de tema deste semestre são:

*Obesidade
*Neurotransmissores
*Envelheciemento
*Hipertensão
*Corticoides
*Diabetes
*Radicais livres
*Bioquímica do Exercício
*Açúcar
*Colesterol
*Low Carb
*Esteatose
*Alzheimer
*Álcool

Alguns temas possuem especificações: 
  • Para os temas Low Carb e Álcool, são aceitos grupos de 3-5 integrantes,
  • Nos Temas Obesidade, Esteatose, Diabetes, e Corticoides a apresentação de seminário é obrigatória
  • Os demais temas tem apresentação do seminário como opcional, sendo que o grupo deve desde o inicio deixar clara a opção e fazer seminário ou não caso escolha um desses temas.
É importante lembrar que as porcentagens das notas variam de acordo com a escolha de vocês, e que a nota do 4º módulo é composta também pela prova de V ou F. (As porcentagens estão divulgadas na ementa).


Uma novidade deste semestre é que todos os blogs tem de fazer uma abordagem sobre um tema central relacionando este tema com o assunto principal do blog. Para tanto vocês vão ter que pesquisar bastante e ter muita criatividade, mas não se preocupem, pois cada blog possui um tutor que irá orientá-los ao longo do semestre. O tema deste semestre é "Toxicidade do açúcar: doenças que podem ser induzidas pelo consumo em excesso de sacarose e frutose." 

Aqui uma fonte que pode servir de inspiração: 

                     
    
 O livro Pure, White and Deadly, do autor John Yudkin, trás uma abordagem muito interessante a respeito deste tema (esse livro "profético" foi escrito originalmente nos anos 70 e depois foi revisado nos anos 80). E um exemplo rápido é a seguinte  gráfico contido na obra que avalia o consumo de açúcar no Reino Unido ao longo dos últimos séculos. 



A segunda etapa é enviar o pré projeto

Para escolher o tema, o grupo de vocês deverá enviar um pré-projeto especificando qual é o tema escolhido e explicando o que pretendem falar sobre ele, enfatizando também o que pretendem fazer no blog ao longo do semestre. Esse pré-projeto deve ser enviado pro nosso e-mail junto com as seguintes informações:

1) Nomes dos representantes dos grupos com suas respectivas matrículas e cursos

2) E-mail do líder do grupo (escolhido por vocês)

3) Ordem de prioridade dos blogs que vocês estão almejando. Como assim? Vocês podem enviar até três projetos para três diferentes blogs. Por exemplo: Neurotransmissores, Diabetes e Hipertensão. Mas, no e-mail deve constar qual dos três vocês preferem. Exemplo: 1º) Diabetes; 2º) Neurotransmissores; 3º) Hipertensão

4) Objetivos e expectativas dentro de cada tema

5) É importante que nesse projeto vocês também coloquem a sua opção de fazer seminário ou não caso o tema que vocês escolheram tenha o seminário como opcicional.

Um exemplo de projeto para vocês se orientarem já esta no e-mail de Biobio.
ATENÇÃO!!! Os projetos não devem ter mais de duas páginas!!!

Vocês deverão enviar os pré-projetos para o e-mail de Tópicos (topicos_2001@yahoo.com), com o tema/ assunto do e-mail como "PRÉ-PROJETOS"

Enviem suas propostas para a primeira rodada de seleção. O prazo se estende até o dia 2 de setembro (Segunda-Feira) às 12 horas. Não deixem para a última hora!! 

Qualquer duvida podem perguntar para a Tuzza Carrijo (tuzzacarrijo@gmail.com) ou para mim, Natália Corrêa (natalhacor@gmail.com), estamos à disposição de vocês.

21 de ago de 2013

Sugar: why we can´t resist it


Resenha do artigo "Açúcar - porque não podemos resistir" (Sugar – why we can´t resist it)

  A publicação aborda primeiramente a história do açúcar, as primeiras civilizações a refina-lo a partir da cana de açúcar, sua popularização no oriente e a crença que o alimento era um potente remédio e até mesmo milagroso. A partir do momento que o mundo ocidental teve contato com o açúcar, com as cruzadas,  este passou a ser extremamente valorizado, como as outras especiarias da época (tabaco, canela, café, entre outros). Este interesse crescente  fez com que o produto fosse  cultivado em larga escala nas colônias americanas, sendo até motor para o tráfico de escravos, quando comerciantes utilizavam  o lucro da venda do açúcar para comprar negros na costa da África.

  A crescente produção do açúcar gerou uma desvalorização e o fez se tornar popular, qualquer  um podia comprar açúcar, e quem já podia, comprava mais. Por conta disso, o aumento no consumo do açúcar vem ocorrendo desde o século XVI até hoje, e os números continuam a aumentar. Juntamente com o aumento do consumo do açúcar nos estados unidos, houve um aumento de casos de diabetes, obesidade, esteatose e de doenças cardiovasculares na população. No início, estes problemas foram associados ao excesso de lipídios na dieta da população  ou no número de calorias, sem analisar a composição destas calorias. Contudo, recentemente, estudos mostram que o principal vilão é o açúcar, principalmente a sacarose e o HFCS (high fructose corn syrup) que estão presentes em doces, petiscos e bebidas.  Glicose e frutose estão presentes em ambos os adoçantes utilizados, porém, a frutose representa maior perigo ao organismo. A glicose é metabolizada pelas células por todo o corpo, mas a frutose é metabolizada principalmente pelo fígado. O fígado converte essa frutose em gordura, porém, em altas quantidades, o fígado acaba armazenando parte destas gorduras. Se essa condição persistir por muito tempo, o fígado pode perder suas funções. Na “tentativa” de se livrar do excesso de gorduras, o tecido hepático desenvolve resistência à insulina, para evitar a síntese de mais gordura hepática. Com o fígado saturado, estes triglicerídeos se acumulam também na corrente sanguínea, consequentemente aumentando a pressão sanguínea. Por outro lado, os outros tecidos estão adquirindo resistência à insulina, e o pâncreas em resposta, produz mais insulina, configurando uma grave síndrome metabólica.

  O problema dos americanos não se exercitarem também está associado ao consumo de açúcar. Após ingerirem uma refeição rica em açúcar, ocorre um pico de glicemia e de insulina, porém pouco tempo depois essa energia acaba pela rapidez do metabolismo do nutriente. Então ao invés de se exercitar, apenas sentam no sofá e assistem TV. A solução para o problema é parar de comer tanto açúcar, contudo o açúcar está adicionado em inúmeros produtos industrializados hoje em dia, muitas vezes mascarados de produtos saudáveis, por não conter gorduras, porém, são ricos em açúcar para manter o sabor. Por que gostamos tanto de açúcar se faz tão mal para o organismo? Porque o açúcar na corrente sanguínea estimula as mesmas respostas cerebrais que a o cérebro usa na presença de cocaína ou heroína, portanto o açúcar além de saboroso é viciante. Nossos ancestrais evolutivos desenvolveram mecanismos bioquímicos para metabolizar a frutose da maneira mais eficiente possível, mecanismos que ainda estão presentes nos nossos organismos. Utilizar frutose para a síntese de gordura era uma grande vantagem evolutiva, quando consumíamos frutose em pequenas quantidades. Hoje em dia, com o consumo desenfreado de açúcar, esta vantagem pode acabar nos matando.

Eduardo Prado - Tutor de açucar e low carb

1 de ago de 2013

Como pedir tópicos 2013/2

Bom dia, grandes ex-alunos de biobio.
Aqui fala o José, e como meu último post neste blog no cargo de chefe dos monitores, eu queria falar para vocês como é fazer tópicos em bioquímica com o professor MHL.
Bem, vamos começar do zero: Tópicos em Bioquímica, tanto para medicina quanto para a Nutrição, é uma Matéria de 4 créditos, módulo livre, sendo que as aulas acontecem as terças e quintas, das 18h as 20h.

MAS O QUE FAZEMOS NAS AULAS DE TÓPICOS?
Tópicos é uma matéria focada na leitura de artigos científicos. Não tem uma ementa específica, não tem provas, nem nada muito constante: o professor irá selecionar artigos científicos para cada um dos alunos, para que cada um deles tenha a oportunidade de apresentar um artigo para a turma. Nesse processo, o professor irá explicar vários pontos que são de entendimento necessário para o entendimento completo do artigo (como o valor de P, quando dizer que dois valores são estatisticamente diferentes, etc).
Os artigos científicos que lemos em tópicos são todos em inglês, portanto, é necessário um entendimento basal na língua. Não precisa ser nenhum expert: é sempre possível utilizar tradutores online, mas pedimos pelo menos um nível basal de entendimento.
Além disso, os alunos de tópicos serão os novos tutores do próximo semestre. Como tutores, vocês irão: selecionar o grupo (a partir dos pré-projetos) que vai fazer cada tema, ajudar o grupo no sue tema, avaliar o blog e o seminário, e ajudar na confecção da prova de V ou F.
Vale notar que essa tutoria é diferente de monitoria: para os alunos de tópicos, também oferecemos a monitoria em biobio. Essa monitoria, 2 créditos módulo livre, consiste em ajudar na correção da prova de 9h com o professor MHL, em um final de semana.
                                                 
Minha opinião sincera: quando eu fiz biobio, tive muita dificuldade em entender artigos científicos, ao tentar fazer posts para o blog, e isso me motivou a fazer tópicos. Com certeza, a matéria não me fez entender um artigo em sua totalidade, mas sem duvida me ajudou bastante. Eu recomendo a todos que não se sentem seguros ao ler artigos científicos, afinal isso é muito importante para nós, as novidades da área médica e nutricional, em geral, saem em artigos científicos.

EU ME INTERESSEI, COMO FAÇO PARA ME MATRICULAR EM TÓPICO?
Tópicos é uma matéria de matrícula vinculada, ou seja, vocês não encontrarão vagas para matrícula no matrículaweb. Para se matricular em tópicos, nós mesmos temos que enviar o seu pedido de matrícula na matéria. Portanto, pedimos para os interessados enviarem um e-mail pra o e-mail de tópicos (topicos_2001@yahoo.com), com as seguintes informações:
1) Seu nome e sua matrícula.
2) Suas notas de todas as provas de biobio (dos módulos da prof Egle, da 9h, e da V ou F)
3) O tema do blog que você fez, a nota geral do seu blog, e a nota que você recebeu (claro, se você fez um blog).
4) Seu nível de entendimento em inglês (basal, meidano, avançado, etc).
5) Se você quiser, um pequeno parágrafo sobre o que lhe motivou a se matricular na matéria.

A nova monitora chefe, senhorita Tuzza, irá reunir os pedidos e o professor MHL irá realizar as matrículas. Lembrem-se: temos um prazo para fazer isso, então evitem pedir isso de última hora!

Gente, muito obrigado pela atenção, e boas férias a todos. A gente se vê por aí nessa UnB (e talvez em alguns intermeds).
José Abdon, ex-chefe dos monitores.

Menções de biobio

Bom dia galera, José falando aqui!
Estou colocando no blog as menções de biobio, que o professor MHL já disponibilizou pra vcs no facebook:


Estão divididas conforme grupos dos blogs/seminários que vcs fizeram.
Eu peço desculpas de antemão caso haja alguma matrícula digitada errada: foram muitos alunos, com muitas notas, e eu sou humano, apesar de tudo haha.
Decidimos rredondar 8,6 pra SS e 6,9 para MS. Por favor, nõa peçam mais que isso!
Qualquer dúvida, estamos a disposição para vocês nos procurarem!

José Abdon